Oeste Paulista

Estado promove ação para avaliação de 300 pacientes que aguardam cirurgias na região

Publicada em 05/08/22 às 18:10h

por O Imparcial de Prudente


Compartilhe
Compartilhar a notícia Estado promove ação para avaliação de 300 pacientes que aguardam cirurgias na região  Compartilhar a notícia Estado promove ação para avaliação de 300 pacientes que aguardam cirurgias na região  Compartilhar a notícia Estado promove ação para avaliação de 300 pacientes que aguardam cirurgias na região

Link da Notícia:

Estado promove ação para avaliação de 300 pacientes que aguardam cirurgias na região
 (Foto: Ilustrativa / internet)
O governo do Estado de São Paulo anunciou uma ação que ocorrerá neste sábado para a realização de 7,5 mil consultas de avaliação pré-operatórias para o Mutirão de Cirurgias. Na região de Presidente Prudente, serão 300 pacientes avaliados no AME (Ambulatório Médico de Especialidades) do município, que fica no HR (Hospital Regional) Doutor Domingos Leonardo Cerávolo, e no de Dracena. A mobilização ocorrerá em todo o Estado, com pacientes agendados pelos municípios. 

“Estamos iniciando a megaoperação de avaliação pré-operatória. Essa ação faz parte do Mutirão de Cirurgias que está sendo feito em todo o Estado de São Paulo e na capital, em parceria com a Prefeitura de São Paulo. Nós temos como objetivo, em todos os sábados nos AMEs do Estado, poder fazer agendas de pré-consultas antes das cirurgias para que as pessoas possam ser avaliadas”, afirmou o governador Rodrigo Garcia (PSDB).

O objetivo é acelerar a fila de cirurgias acumulada durante o período da pandemia, quando os leitos foram priorizados para o atendimento da Covid-19. A ação ocorrerá em 22 hospitais e 41 AMEs e envolverá mais de mil profissionais de saúde que estarão exclusivamente nestas unidades durante o sábado para a realização destas avaliações. 

“É uma mobilização em todas as regiões do Estado e que vai agilizar a realização das cirurgias dos pacientes do mutirão. Esta ação é fundamental, pois este é um passo importante e obrigatório para a realização dos procedimentos”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn. 

A ação também conta com a parceria do Hospital São Paulo, que disponibilizará uma equipe itinerante de médicos para a realização destas consultas pré-operatórias em todo o Estado.

Mutirão de Cirurgias

O governo de São Paulo anunciou, em maio deste ano, o Mutirão das Cirurgias para zerar a fila de mais de 538,1 mil cirurgias cadastradas hoje no Cross (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde). Para acabar com a demanda reprimida, haverá cirurgias extras na rede estadual, remuneração dobrada nos hospitais do SUS (Sistema Único de Saúde) e a contratação de serviços privados. Na região de Presidente Prudente, são 16.906 cirurgias represadas. 

A estratégia com duração prevista para quatro meses contempla 54 cirurgias ofertadas no SUS em sete especialidades como do aparelho circulatório, visão, digestiva e abdominais, osteomolecular e geniturinário, das glândulas endócrinas e em nefrologia. Sem as ações do mutirão, o Estado levaria cerca de dois anos para atender toda a demanda reprimida. 

Uma das estratégias do governo de São Paulo é pagar um valor adicional de 100% do que já é pago pela tabela SUS do Ministério da Saúde para os 54 procedimentos nos serviços municipais, filantrópicos e Santas Casas. Assim, os hospitais públicos receberão o dobro da tabela para cada cirurgia realizada. As unidades também receberão um valor adicional para consultas e exames pré-cirúrgicos




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Copyright (c) 2022 - Clara Destaque - E-mails para contato: claratexto@yahoo.com.br ou lvc_claudinei@hotmail.com